Dicas práticas para tecladistas que tocam ao vivo. Parte 1

Há uma infinidade de pequenos truques e dicas que podem ser muito úteis para músicos que atuam em performances ao vivo. Além de “jamais brigar com o técnico de som”, selecionei 10 dicas vitais que eu aprendi nos palcos, e que certamente, poderão ser valiosas para tecladistas que tocam ao vivo. Espero que gostem.

1. Use uma estante de teclados adequada. Se possui teclados pesados, utilize uma estante Dupla em X. Embora sejam um pouco mais caras, os teclados ficarão mais estáveis e fáceis de tocar, e o risco de acidentes e quedas diminui bastante.

2. Cuidado com a energia. Procure ligar seus teclados em um estabilizador de energia. Não confunda estabilizador com filtro de linha. O filtro de linha é mais barato, e além de criar extensões, irá apenas minimizar o efeito dos “ruídos” (sinal elétrico aleatório, que pode interferir em circuitos eletrônicos), que eventualmente podem aparecer na rede elétrica, e, se ocorrer alguma alteração grande na corrente, o fusível do aparelho irá se romper impedindo que a descarga alcance os teclados. O estabilizador é um pouco mais caro e seguro, pois serve para manter a tensão da rede de energia dentro dos limites de 110/127v ou 220v, com pequenas margens de variação. A maioria dos estabilizadores já possuem também um filtro de linha integrado.

3. Apenas leve os teclados que você realmente precisa. Sim, eu concordo que é divertido e legal ter uma tonelada de teclados no palco com você, mas isso sempre aumenta os riscos de acidentes também. Evite levar teclados analógicos antigos, pois eles podem morrer a qualquer momento. Procure uma alternativa moderna mais confiável. Também é preciso dizer que os sintetizadores modulares analógicos não são nada práticos ao vivo, pois além de instáveis, não possuem presets de memória.

Semana que vem veremos mais 4 dicas dessa série “Dicas práticas para tecladistas que tocam ao vivo”.

 

Jobert Gaigher


Siga minhas páginas nas redes sociais
FacebooktwitterpinterestlinkedinrssyoutubetumblrmailFacebooktwitterpinterestlinkedinrssyoutubetumblrmailby feather

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *